Exposição Patente

Exposição Patente

Pedra Seca

por Luís Amado

 

A minha paixão pela escultura despertou, nas Serras de Aire e Candeeiros, caminhando por entre muros de pedra seca, arrumadas, uma a uma, ao longo dos tempos, por mãos calejadas. As formas destas pedras brancas, modeladas pela chuva e pelo vento, sempre me inquietaram. Recolhia uma aqui outra ali e levava-as para casa sem saber bem o que lhes fazer, o que lhes dizer. Até que um dia dei comigo a falar com elas. Um dia logo emotivo e silencioso em que aprendi a respeitar a sua estrutura, a sua intimidade e a aceitar, de vez em quando, as suas sugestões. Assim me fiz escultor. Cada um dos trabalhos que apresento nesta exposição é o resultado de um dia logo intenso, que procuram preservar a superfície original da pedra, as suas texturas e os musgos que lhe dão cores únicas, enfim, a memória ainda é viva da sua própria natureza.

por Luís Amado